Espetáculo Marchas é eleito o melhor do ano pelo voto popular da Folha de SP

Espetáculo Marchas é eleito o melhor do ano pelo voto popular da Folha de SP

Anúncios

Ninho Sansacroma realiza o 3º Circuito Vozes do Corpo

Mostra de dança contemporânea reúne espetáculos, performances e worshops no Capão Redondo, extremo sul de São Paulo

A dança contemporânea rompe com as molduras clássicas. Não tem técnicas específicas nem um “corpo ideal”. Inova nas temáticas e na relação com os espaços e outras artes. Nascida nos anos 60 nos EUA, surge no seguimento da dança moderna, na medida em que pretende também romper com os moldes rígidos da dança clássica. A contemporânea modificou as posições do ballet, tirou as sapatilhas das bailarinas. A essência de ruptura ainda vive na atualidade, porém, com novos desafios. Hoje, ela prova que as barreiras existentes entre o centro e a periferia das cidades também podem ser derrubadas. A ferramenta: ações de intercâmbio cultural que unam “os dois lados da ponte”.

É isso que se vê no 3º CIRCUITO VOZES DO CORPO, mostra de dança contemporânea que ocorre entre os dias 05 de junho e 1º de julho de 2012, no Ninho Sansacroma, no bairro do Capão Redondo, bairro paulistano. A maratona cultural inclui 27 companhias de São Paulo (capital e interior), Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, além de workshops e debates com profissionais da dança. O projeto tem o apoio do Programa de Ação Cultural – Proac (2011) da Secretaria Estadual de Cultura de São Paulo, Sesc Santo Amaro e organização da Cia. Sansacroma e todas as atividades têm entrada franca.

É o único festival de dança que acontece na periferia. Privilegiamos, e muito, a diversidade estética e regional dos grupos. Trata-se de um evento onde podemos reunir companhias locais e de outras cidades, e perceber como eles se veem juntos na periferia de São Paulo, como eles enxergam juntos o Capão Redondo”, explica  Gal Martins, diretora artística do III Circuito Vozes do Corpo. Segundo a diretora, a organização conseguiu duplicar o número de participações em 2012 e a expectativa com o público também aumenta na mesma proporção. “Ano passado tivemos um bom número de público que não era da região do Capão Redondo, e a tendência é que aumente, pois temos companhias importantes do cenário atual participando, além de artistas de outros estados, o que desperta a curiosidade das pessoas em conhecer e prestigiar”, complementa Gal, que destaca grupos provenientes de cidades como Campinas, Araraquara e Itapecerica da Serra, além de ter na programação companhias premiadas como a Fragmentos e a Mariana Muniz.

Ruas e até o Poupatempo vira palco para espetáculos

O III Circuito Vozes do Corpo está dividido em três categorias: Mostra Local, Mostra de Rua e Espetáculos. Na Mostra Local, grupos da região do Capão Redondo e adjacências colocam no palco toda a diversidade de temas e estilos. A Mostra de Rua vai acontecer entre as estações da Linha Lilás do Metrô Capão Redondo e Largo 13, uns dos principais centros comerciais da zona sul de São Paulo. Locais como Poupatempo, Terminal Santo Amaro e o próprio Metrô serão utilizados como espaço para performances. ”Escolhemos estes locais justamente porque as pessoas nunca pensariam em assistir um espetáculo de dança em lugar utilizado para transporte ou de retirada de documentos”, ressalta Gal Martins. A categoria Espetáculos abrange a dança de grupos, solos, duos e trios e vai  acontecer nas dependências do Ninho Sansacroma  e no SESC Santo Amaro.

O III Circuito Vozes do Corpo receberá também profissionais da dança para workshops e debates, são os Encontros de Formação, em que o objetivo é elevar a formação e qualificação artística. As atividades acontecerão  no  Ninho  Sansacroma e no Sesc Santo Amaro e reunirá alguns nomes como o de Marcos Moraes, que abordará Economia da Dança, Marco Lima, que compartilhará informações sobre Figurinos e Adereços e Celso Nascimento, que desvendará detalhes sobre Trilha Sonora.

Abaixo segue a programação de espetáculos e atividades extras como workshops e debates:

Coletivo de Dois+1 estreia o espetáculo Specullum no Ninho Sansacroma

 

 

Eu, você, nós. Nós todos. Cheios de preconceitos. Fugindo como se eles carregassem lodo na cor, no amor, no sexo. “E com arrogância, petulância, afastamos a pele irmã”.

Dia 13 de maio é dia da Abolição da Escravatura, dia em que milhões de negros escravos foram libertos. Sem casa, emprego e dinheiro viveram situações de exclusão social, algo sem precedentes, na qual suas consequências são sentidas até os dias de hoje.

Essa data foi escolhida para estreia do espetáculo SPECULLUM (do latim “espelho”) do Coletivo de Dois + 1 como um protesto, no intuito de provocar reflexões acerca dos diversos níves de discrimação no país e a todo sistema que rege e alimentam tais situações. E diante deste contexto social e histórico, surgem inquietações que partem de vivências pessoais e reais de discriminação na sociedade contemporânea.

É uma pesquisa teatral que mergulha no universo da discriminação racial e homofobia, tendo como fio condutor questões ligadas à demagogia religiosa, homoafetividade e a coisificação da mulher negra. As apresentações acontecem no Ninho Sansacroma (Rua Doutor Luís da Fonseca Galvão, 248 – Parque Maria Helena – Capão Redondo) nos dias 12, 13, 19 e 20 de maio.

O espetáculo aborda estas duas temáticas a partir de uma construção compartilhada, pautada em textos, relatos, depoimentos e elementos que constituem uma proposta dramatúrgica que busca fugir dos estereótipos arraigados na maioria da produção científica, artística e cultural.

COLETIVO DE DOIS +1

O Coletivo de Dois+1, grupo paulistano, formado por Gal Martins, Rodrigo Dias e Rodrigo Ramos, desenvolve uma pesquisa teatral baseada em uma linguagem interdisciplinar contemporânea utilizando de um processo colaborativo para focar questões sociais e políticas que são reflexos de uma sociedade que “agoniza” por ser vítima de sua própria falsa moral.  Três artistas criadores, inquietos e preocupadosem provocar uma discussão ampla e contundente a cerca das questões sociais emergentes ligados ao relacionamento humano.

FICHA TÉCNICA

Pesquisa e Concepção Geral: O elenco Dramaturgia: Marcelino Freire, Neimar de Barros e elenco Operação de Luz: Alex Guimarães Operação de som: Rafael Edgar Edição de vídeo: Márcio Sno Figurino: Mariana Farcetta Fotografia: Rogério Gonzaga Elenco: Gal Martins, Rodrigo Dias e Rodrigo Ramos Colaboradores: Estúdio Poesia Audio Visual, Siva Nunes, Ricardo Vasconcelos e Ninho Sansacroma

 

Circuito Vozes do Corpo divulga espetáculos selecionados para terceira edição

O projeto Circuito Vozes do Corpo reúne diversas ações de fomento e democratização do acesso à produção da dança contemporânea no extremo sul da cidade de São Paulo, especificamente no bairro do Capão Redondo, região de atuação direta da Cia Sansacroma.

As ações contemplam a realização Mostra de Espetáculos, Encontros de Discussão e Formação envolvendo grupos renomados do estado de São Paulo e Oficina de Criação Experimental.

Abaixo segue os espetáculos selecionados que irão compor a programação do 3º Circuito Vozes do Corpo, que neste ano conta com o apoio do Sesc Santo Amaro que também abrigará parte da programação além do Ninho Sansacroma. A curadoria foi realizado por Ana Terra, Gal Martins e Marcos Villas.

 

ESPETÁCULOS

1. Salão das Oito –  Fawask
2. Hagoromo, o Manto de Plumas – Emilie Sugai e Fabio Mazzoni
3. Através – Cia de Dança Coletivo 22
4. Dimensão Oculta – Cia de Danças – Claudia de Souza
5. Interlúdio – J. Garcia Dança Contemporânea
6. Babel – Cia Domínio Público
7. Nuvens Insetos – Cia Fragmento de Dança
8. Estéreos Tipos – Companhia Híbrida
9. 2 Mundos – Cia Mariana Muniz de teatro e Dança
10. Marchas – Cia Sansacroma (convidado)
11. Além Tejo – Cia Céu de Lisboa
12. Flex – Rogério Salatine
13. Viral – Grupo Gestus
14. Um outro corpo – In Saio Cia de Arte
15. Corpos Possíveis.Discurso à margem – Quarta Parede Processos Contemporâneos
16. Memorial do quarto escuro – Coletivo Intermitente Abismo de Sonhos
17. Influxos – Cia Nósláemcasa

 

MOSTRA LOCAL

1. Lápis de Cor – Projeto NoSart
2. Uma Partidança de Futebol – Grupo Ximbra
3. Cia Diversidança (convidado)
4. Saída de Emergência (convidado)

 

MOSTRA DE RUA

1. Travessa – Núcleo Garagem
2. Corpos de Passagem – GRUA – Gentlemen de Rua
3. Bolero de 4 – João Rafael
4. Instruções para subir uma escada – Liga da Dança Dura
5. Duo para Dois Perdidos – Dual Cena Contemporânea e MR dança pessoas corpos criação
6. Árvores – Clarice Lima e Gente Fina, Elegante e Sincera